Generalista ou especialista: qual curso forma um melhor gestor?

Com a possibilidade de assumir em breve um cargo de gestão dentro da companhia, torna-se latente a necessidade de se especializar e adquirir novos conhecimentos. Nesse momento, uma dúvida que ronda o executivo é sobre o tipo de curso ideal para sua carreira. Afinal, a oferta de especializações é grande, o que torna o processo de escolha mais complexo.  

Para tomar a decisão certa, é importante saber que os cursos de gestão de negócios possuem duas vertentes. A primeira traz uma visão mais generalista, em que o objetivo é capacitar o profissional para desenvolver a visão holística da empresa, as estratégias de negócios e o funcionamento das diferentes áreas internas e as relações entre elas, de forma que o aluno aprofunde seu conhecimento sobre toda a cadeia de gestão empresarial.

 

Podemos citar como exemplos de formação em gestão com viés generalista as especializações em Estratégia Empresarial e Empreendedorismo e Gestão.

 

Essas especializações têm como propósito capacitar os profissionais para assumirem cargos estratégico e de liderança dentro das corporações. Dessa forma, propiciam o debate de ideias e a troca de experiências e conhecimentos entre os participantes, de modo a construir redes de relacionamento e condições para alavancagem de projetos profissionais, acadêmicos e pessoais.

 

Os cursos com vertentes generalistas são uma excelente oportunidade para permitir que o profissional conheça as áreas funcionais da companhia e descubra sua aptidão por um segmento específico. É muito comum isso ocorrer e a lógica, nesse caso, é parecida com alguns programas de trainees, em que o profissional vivencia a realidade de diversas áreas para se identificar com uma.  

 

Aprofundamento estratégico

 

Quando o profissional já ocupa a cadeira de gestão, o mais indicado é buscar por opções especialistas. Por exemplo, se você assumiu o gerenciamento da área de marketing e vendas na sua companhia, o ideal é que opte por cursos de Inteligência de Mercado e Marketing e Gestão de Vendas.

 

Essas especializações vão explorar com profundidade os conceitos, técnicas e ferramentas mais relevantes do setor para capacitar o profissional. Na de Marketing e Gestão de Vendas por exemplo, o participante estuda disciplinas que abordam a análise do comportamento do consumidor, gerenciamento estratégico de vendas, branding para a gestão estratégica de marcas, gestão dos canais de distribuição e marketing digital.

 

O conteúdo é desenvolvido para suportar as análises e decisões em marketing e gestão de vendas do profissional, como cenário macroeconômico, finanças corporativas, planejamento estratégico, gestão de pessoas e liderança, microeconomia aplicada aos negócios e gestão de projetos.

 

Já a especialização em Inteligência de Mercado tem a proposta de capacitar os profissionais em todos os aspectos relevantes da área como: pesquisa e dimensionamento de mercados, análise multivariada de dados para tomada de decisões, monitoria de concorrentes, estratégia para solução de problemas e business intelligence.

 

Vale lembrar que as vertentes generalistas e especialistas são complementares, o que faz com que o profissional que já trilhou carreira numa determinada área também sinta, em algum momento, a necessidade de ter uma visão mais geral do negócio.

 

Não há uma regra para indicar a escolha certa das formações em gestão. Cada profissional tem suas particularidades. O ideal é que o próprio executivo passe a identificar seus pontos fortes e fracos e faça uma leitura do mercado para, então, analisar as oportunidades mais relevantes para os próximos anos. A busca por aconselhamento profissional ou processos de coach também é muito válida para ajudar nesse processo.

 

A Saint Paul disponibiliza os cursos de especialização referentes às duas vertentes. Venha conversar conosco.