Por que vivemos a maior revolução da humanidade dos últimos 2800 anos, inaugurando um novo tempo? Por que a pandemia marca uma mudança de era? Como seremos daqui para a frente? 

A base ética da sociedade já foi a Natureza (séc VIII a.c. ao séc. III d.c.), o Deus (séc. III ao sec. XVIII), a Razão (séc XVIII ao séc XX).  O terremoto de Lisboa de 1755, por exemplo, marcou uma das grandes mudanças de era. Deus não mais prevaleceria como elemento aglutinador das pessoas. A razão emergiu como fator aglutinante prioritário dos laços sociais. O Homem pela primeira vez adotou uma característica humana como referente, a Razão, por isso chamarmos de ‘humanismo’.

Agora, é a pandemia causada pelo Covid-19 quem marca a mudança para uma nova era, uma nova transcendência social, muito diferente das citadas. Temos também uma nova arquitetura, não mais vertical (chefe, pai de família, pátria), como em todas as épocas éticas anteriores, mas horizontal – algo inédito na história da humanidade. Por isso, não nos sacrificamos mais por grandes causas, como a guerra, a religião, a revolução. Mas nos sacrificamos pelos mais próximos, pelo companheiro(a), por um filho. Isso anuncia um ‘novo amor’, um novo tipo de amor direto e não com motivos indiretos como herança, religião, representação social.

Viver uma mudança de tempo é um grande desafio e, ao mesmo tempo, um enorme privilégio. Como seremos daqui para frente?

Digital + ao vivo
Início em 16 de junho Online
Como viver em Terradois?
Neste período de pandemia esse curso será digital com aulas ao vivo, com toda a experiência de sala de aula em um ambiente rico, cheio de troca de informações e conhecimento

Carga Horária: 12h

Nível: Avançado

Unidade: Online

Data de Início: 16/06/2020

Data Final: 25/06/2020

em até 12x de R$416,67 sem juros
ou
R$5.000,00 em parcela única
Adicionar ao carrinho

Conheça os principais diferenciais de nosso programa Como viver em TERRADOIS:

  • Programa ministrado pelo Prof. Dr. Jorge Forbes, considerado um dos maiores pensadores do Brasil. Será uma grande oportunidade para dialogar e interagir com um dos intelectuais mais respeitados do mundo sobre o tema de pós modernidade, e que, inclusive, cunhou o termo TERRADOIS.
  • Compreender por que vivemos a maior revolução da humanidade dos últimos 2800 anos, inaugurando um novo tempo e por que a pandemia marca uma mudança de era. 
  • Aprender a viver em um novo mundo e como compreender traços do futuro sobre: Nascimento, Educação, Adolescência, Trabalho, Mulher, Família, Amor e Morte.
  • Você pode aproveitar este programa para:
  • Potencializar sua criatividade e capacidade de inovar.
    • Elevar sua capacidade de liderar na nova economia e na transformação digital.
    • Idealizar novos rumos para seus negócios frente a novas necessidades de clientes que emergem, verdadeiros mutantes.
    • Compreender de forma genuína a diversidade de pensamento e de essência das pessoas, para conviver de forma mais intensa e criativa com família, amigos, clientes, líderes etc.
    • Discutir, frente à revolução da IA – Inteligência Artificial, as três posições possíveis: bio-defensores, trans-humanistas, pós-humanistas.
    • Compreender o real poder da colaboração como forma de liderar e inovar.
    • Redefinir seu propósito de vida.

Alguma dúvida ?

Preencha o formulário abaixo para mais informações

Esse curso é para mim?

O Programa “Como Viver em TERRADOIS?” é desenhado para endereçar dois temas. Primeiro, compreender por que estamos diante da maior transformação do mundo dos últimos 2800 anos, por que se inaugura um novo tempo e por que se cria uma nova Terra, TERRADOIS. Segundo, como habitar esse novo planeta, como interpretar mudanças no Nascimento, Educação, Adolescência, Trabalho, Família, Amor e Morte, que mudam drasticamente.

Conteúdo Programático

  • Ser humano não é ser natural
    • Uma das características fundamentais do humano é a criatividade. Nos animais, a essência precede a existência; nos humanos, a existência precede a essência. Depois de 100 milhões de anos ainda não surgiu nenhuma abelha Niemeyer que tenha querido inovar na forma hexagonal de sua colmeia, fazendo nela uma curva sensual. Uma abelha - tal como uma girafa, ou um rouxinol - é sempre igual a si mesma e já nasce sabendo o que fazer. Está em sua essência. Já os humanos existem antes de saber até mesmo os elementos mais rudimentares de sua sobrevivência. O Homem é o único animal que dúvida, uma vez que as determinações biológicas nele são incompletas. Sua aparente fragilidade é o que lhe possibilita estar pronto a todas as circunstâncias.
  • Os tempos éticos
    • É necessário compreender o que justifica a afirmação de que estamos vivendo a maior mudança do laço social nos últimos 2800 anos, inaugurando um novo tempo. Cada tempo ético se refere a um elemento transcendente que aglutina as pessoas, seja a Natureza, o Deus, a Razão. O que tem de mais tsunâmico, no momento atual, é que além de termos uma nova transcendência, diferente das citadas, temos também uma nova arquitetura, não mais vertical, mas horizontal. Enorme mudança. Não nos sacrificamos mais por grandes causas, como a guerra, a religião, a revolução. Mas nos sacrificamos pelos mais próximos, pelo companheiro (a), por um filho. Existe uma nova expressão do sagrado (laico); aquilo pelo que me sacrifico. Um novo amor.
  • Não somos mais quem um dia já fomos

    Já estamos vivendo em TERRADOIS. Sem nos darmos conta, fomos de um planeta ao outro, na maior revolução do laço social dos últimos 2800 anos. Temos vários nomes para essa passagem, tais como globalização e pós-modernidade. TERRADOIS é igual à TERRAUM, geograficamente, e seus habitantes são muito parecidos. Só. A partir daí tudo é muito diferente. Do nascimento à morte, passando por todas as etapas da vida: educar, estudar, amar, casar, trabalhar, procriar, profissionalizar, divertir, aposentar, tudo é radicalmente diferente.
    Vejamos nossas diferenças nos laços pessoais e profissionais, do ontem e do hoje.

  • As perguntas que eu gostaria de fazer, sobre: Nascimento, Educação, Adolescência, Trabalho, Mulher, Família, Amor e Morte. Como serão em TERRADOIS?

    Content

Reitoria e Direção Acadêmica

José Cláudio Securato

José Cláudio Securato

CEO & Fundador Saint Paul

Jorge Forbes

Jorge Forbes

Psicanalista & Distinguished Professor Saint Paul

Fundada e dirigida por professores, a Saint Paul busca a excelência no seu corpo docente, reunindo doutores, mestres e especialistas de mercado que busquem estar sempre à frente das novas tendências e que tenham como principal missão levar a melhor aprendizagem aos alunos.

Conheça nosso Corpo Docente

Confira as Etapas do Processo Seletivo

Inscrição

Preencha o formulário e envie seu currículo para hip@saintpaul.com.br

Processo seletivo

  • Avaliação Curricular