5 características de uma boa liderança estratégica na sua empresa

Para alcançar os objetivos estratégicos da organização é preciso ter uma liderança orientada por resultados. Contar com metas e prazos bem definidos, além de uma gestão de pessoas assertiva e um controle financeiro eficiente são processos fundamentais durante toda a etapa de gestão.

Neste post vamos destacar quais são as cinco características de uma boa liderança estratégia para o alcance dos objetivos.

1. Tenha prioridades

Ao assumir a liderança de uma empresa, o líder vai se deparar com uma série de problemas advindos de diversas áreas ao mesmo tempo. Se ele tentar priorizar todas as frentes de uma vez, a probabilidade de não ter êxito é grande.

Portanto, o indicado é que ele priorize as ações e eleja responsáveis para ficarem à frente de cada uma. É importante que cada líder dentro de uma organização tenha bem mapeado qual seu objetivo e o que é preciso fazer para alcançá-lo. É fazendo isso que ele vai aumentar sua chance de sucesso na empreitada empresarial.

2. Conheça as competências da sua equipe

Quem é o líder? Quando pensamos em gestão de pessoas, o líder é alguém que tem a sensibilidade para compreender as necessidades dos colaboradores. Portanto, ele conhece o subjetivismo de cada membro da equipe e da equipe como um todo.

Ele deve avaliar de que forma cada indivíduo desempenha as tarefas que lhes são propostas e o que cada um sente durante esse processo. A partir do momento que o líder consegue diagnosticar sua equipe, fica mais fácil conhecer as competências de cada um e atribuir as funções mais indicadas para cada perfil. Esse processo é fundamental para formar boas equipes e focar no alcance dos objetivos.

3. Tenha ferramentas de suporte

Pode parecer simples conhecer as pessoas e a equipe como um todo, mas na verdade o processo é complexo. Por mais preparado que um líder seja, ele também é um ser humano que tende a projetar suas impressões pessoais.

Por isso, além de conversar muito com as pessoas e dar feedback constantes (um líder deve circular sempre na empresa e ter contatos reais com os colaboradores), uma boa ferramenta que pode ser usada para facilitar esse processo é avaliação 360 graus, em que cada profissional avalia seus pares, seus superiores e seus subordinados (quando existir).

Essa é a melhor forma do líder definir o futuro de uma pessoa dentro da empresa, de forma imparcial e assertiva. Só lembrando que a avaliação de 360 graus deve ser adotada por empresas que tenham uma equipe madura para isso, pois existe a chance de o profissional distorcer o objetivo da avaliação e usar o momento para apenas falar mal do chefe, por exemplo. E o propósito dessa ferramenta é muito maior do que esse.

4. Forme bons outros líderes

Para alcançar os objetivos estratégicos da corporação, o bom líder deve sempre pensar na evolução da sua carreira. Para isso, é fundamental que ele conheça a equipe e identifique quem são os profissionais que têm perfil e estão preparados para ocuparem seu lugar futuramente. Por isso, os dois passos acima são fundamentais.

Afinal, o líder que teme desenvolver outro profissional, com medo de perder o seu lugar na empresa, infelizmente, não está preparado para aplicar a liderança estratégica.

5. Não tenha medo de recomeçar

Por fim, é importante saber que por mais que o líder se prepare para alcançar os objetivos estratégicos da empresa e entregar bons resultados, pode ser que nem sempre, o plano seja executado como o esperado. Caso isso ocorra, é a hora de levantar a cabeça, identificar todos os gaps e começar de novo.

Todos esses passos acima podem ser melhores estruturados se você contar com um MBA em Liderança e Gestão de Pessoas, pense nisso.